Fotografias

Preto no branco, tinta desgastada.
Molduras batidas, lascadas nas arestas.
Congelados no tempo os sorrisos,
Abraços familiares. O pai e a mãe no centro.
Amontoam-se no pequeno espaço,
No retangular do retrato na parede quadrada.
Data imprecisa, precisa nostalgia.

Agora, ao meu redor resta espaço de sobra.
Num banco, cruzo as pernas, ajusto os óculos.
O flash congela minha seriedade.
Até mesmo o fotógrafo é ignoto.